Você Já Ouviu Falar Sobre Vinhos Vulcânicos?

de Wine em Casa em May 02, 2022

Muito se ouve sobre a influência que os climas, condições geográficas e topográficas têm sobre os sabores dos vinhos, por isso o terroir é tão importante para os vinhos, tanto nos sabores e aromas, quanto na própria qualidade da bebida. Alguns vinhos trazem nos rótulos “cultivado em solos vulcânicos” e a expressão não poderia ser mais exata. Por mais peculiar que a região possa parecer, existem diversas vinícolas situadas em regiões vulcânicas, ou seja, em solo situado nas cercanias de vulcões adormecidos ou extintos.

Como já se sabe, as condições do solo onde as uvas são cultivadas são muito importantes para a qualidade do vinho produzido e nestas regiões vulcânicas o solo possui condições únicas na natureza. Se pode imaginar que regiões de vulcões ativos representem um grande risco, devido à instabilidade e possibilidade de erupções que podem matar qualquer ser vivo que estiver presente nos locais atingidos.

Apesar disso, em regiões de vulcões adormecidos ou extintos se encontram condições de solo realmente potentes para a produção vinícola. O solo se torna mais fofo, macio e fácil de arar ao longo do tempo devido à deposição das cinzas vulcânicas, estas mesmas cinzas incorporam no solo uma riqueza de minerais e nutrientes, tornando-o mais fértil. Mesmo a lava influencia positivamente na fertilidade do solo, pois após ser expelida e endurecida, esta lava libera lentamente minerais essenciais ao solo, de maneira gradual e contínua.

Todas essas características formam um solo rico e fértil capaz de produzir vinhos de alta qualidade. Existem diversas regiões produtoras de vinhos vulcânicos, dentre elas, algumas das principais são: Leste da Silícia e Campania, na Itália; Tokaj, na Húngria; Ilha do Norte, na Nova Zelândia; e Lanzarote, nas Ilhas Canárias.  

E quanto aos vinhos, especificamente? Quais suas principais características?

Como os minerais depostos no solo variam conforme a região, é possível identificar diversas distinções entre os vinhos deste estilo. Se pode dizer, de maneira geral, que os vinhos vulcânicos possuem um toque mineral em sua composição, variando em quantidade de acordo com a região onde foi produzido. Sem dúvida, uma característica em comum de vinhos vulcânicos é sua personalidade e intensidade, compondo rótulos firmes e elegantes que com toda certeza merecem compor sua adega.