Melhores Vinhos do Mundo: os franceses realmente vencem essa disputa?

de Wine em Casa em December 03, 2021

Não é novidade a qualquer apreciador de vinho, mesmo não sendo um enólogo de carteirinha, a fama que os vinhos franceses acumulam em sua trajetória. A França, considerada como berço do vinho, tem sua história de produção vinícola tão antiga que não se sabe ao certo quando iniciou, sabe-se apenas que já existia desde os tempos anteriores ao Império Romano. O consumo de vinho entre os franceses é tão habitual que, no país, a bebida é considerada como alimento, regulamentado por lei. O país é um dos maiores produtores e consumidores de vinhos do mundo, suas vinícolas são conhecidas por todo o globo e seus vinhos são famosos e admirados mundialmente. A França possui uma grande gama de uvas cultivadas, algumas das mais famosas vinícolas do mundo, como Bordeaux, Loire e Borgonha, tudo isso unido ao terroir do país garantem aos vinhos um sabor diferencial que lhe popularizou em todo o planeta Terra. Castas tradicionais como Malbec, Carmenère, Pinot Noir, Merlot, Chardonnay, Riesling e Sauvignon Blanc são todas castas francesas. Inclusive, a casta Tannat, que se tornou famosa entre os vinhos uruguaios, é uma variedade da casta original francesa. Entretanto, há quem considere os vinhos produzidos da casta uruguaia são mais saborosas.
Com toda a antiga história de produção de vinhos na França, não é tão admirável que suas técnicas de produção tenham sido gradativamente aperfeiçoadas ao longo dos anos, trazendo atualmente uma vasta sabedoria a respeito das melhores técnicas de produção e envelhecimento que tornam estes vinhos tão prestigiados. Entretanto, se engana quem imagina que os vinhos franceses estejam no topo da lista de melhores do mundo. Diversos outros países produzem vinhos tão saborosos quanto, ou até mesmo superiores, aos franceses.
É claro que, com a diversidade de castas de uvas, terroir e vinhos em geral, existentes no mundo, além das preferências de seus consumidores, existem muitas discordâncias a respeito deste assunto. Diversas listas, inclusive “Wayne Style Award” considera o Cabernet Sauvignon 2015, da Scarecrow, região de Napa Valley na Califórnia (EUA) como o melhor vinho do mundo. Outra lista, da International Wine Challenge, classifica o Justino’s Madeira Terrantez 1978, Justino’s Madeira, de Portugal, como o melhor vinho do mundo. Todas estas diversas listas também incluem alguns vinhos franceses em suas classificações, mas não em primeiro lugar. Em outras listas, ainda, você poderá encontrar Zuccardi, na Argentina, classificada como sendo a melhor vinícola do planeta.
Não resta dúvidas de que os vinhos franceses sejam, realmente, muito bons, mas a diversidade vinícola atual do planeta, torna difícil classificar apena um como sendo o melhor, principalmente em meio a tantas opiniões divergentes. Resta a cada amante de vinho encontrar o que melhor agrada ao seu paladar e definir por si só qual sua preferência entre as variedades de opções.