Entenda Como o Álcool Influencia no Vinho

de Wine em Casa em January 24, 2022

É comum sempre estarmos atentos ao teor alcoólico gravado nos rótulos das garrafas de vinho, mas muitas vezes esta informação pode ser um pouco confusa aos consumidores, pois diversos vinhos possuem graduação alcoólica diferente. Então qual é, afinal, o papel do álcool em cada estilo de vinho?

Um bom vinho sempre equilibra bem tanto a acidez quanto a concentração de álcool, isso será percebido no momento da degustação e, caso não haja um equilíbrio adequando entre estes componentes, a experiência poderá ser consideravelmente desagradável. O álcool é formado no vinho no momento da fermentação, quando os açúcares do mosto de uva são transformados em álcool pelas leveduras. Justamente por isso, a porcentagem de açúcar no mosto será convertida na porcentagem alcoólica do vinho, mas isso não é regra, as leveduras não resistem a uma concentração alcoólica superior a 15%, portanto, na produção de vinhos doces que recebem maior concentração de álcool, é adicionado um volume de etanol extra no momento de produção, é o que ocorre com os vinhos fortificados, como o Vinho do Porto.

O álcool é um dos principais responsáveis por dar ao vinho textura e corpo. Os vinhos com graduação alcoólica mais elevada comumente são mais pesados ao paladar, ou seja, mais encorpados, enquanto níveis baixos de álcool tornem os vinhos mais leves. No Brasil, os Vinhos Tranquilos possuem uma graduação alcoólica de 8,6 a 14%, estes vinhos podem ser brancos, rosés ou tintos, são os que não recebem quantidade extra de açúcar ou álcool e os mais consumidos frequentemente. Já os vinhos que recebem essa adição são os chamados Fortificados.

Na própria análise visual do vinho, antes da degustação propriamente dita, é possível verificar se o vinho possui graduação alcoólica baixa ou elevada. Ao inclinar a taça sobre fundo claro, é possível notar a fluidez do vinho (pelas “lágrimas” formadas na parede da taça), de acordo com sua característica é possível saber: quando se formam poucas lágrimas na taça, mais afastadas entre si e que caem mais rapidamente na taça, isso indica pouca concentração alcoólica; já quando as lágrimas formadas são mais numerosas, mais próximas e que caem lentamente, isso indica um teor elevado de álcool.

Quando em boca, o álcool pode ser percebido pela sensação de “quentura” na boca. Os vinhos com teor alcoólico mais baixo normalmente possuem acidez elevada, com corpo leve e sabor refrescante. Enquanto os mais concentrados em álcool (de 14% acima) são mais encorpados com textura aveludada e tendem a ser mais escuros.