Como a Rolha Influencia no Sabor do Vinho?

de Wine em Casa em March 09, 2022

São diversos os tipos, formatos e materiais das rolhas utilizadas para lacrar as garrafas de vinho, o que muitos consumidores não sabem, no entanto, é que cada diferente tipo pode ter uma influência sobre o sabor da bebida. Além de seu papel fundamental para proteger a bebida da oxidação proveniente do contato com o ar, as rolhas também são importantíssimas na construção do aroma e do sabor dos vinhos.

Quando se trata de vinhos, as rolhas de cortiça são as mais comuns e utilizadas desde o século XVII para este fim. O material para este estilo de rolhas é extraído da casca do sobreiro, árvore típica de Portugal. As rolhas de cortiça trazem como vantagem a elasticidade e o longo tempo de vida, também adere bem à garrafa, ajudando a proteger o vinho contra o contato com oxigênio, o que ajuda a manter o aroma e sabor da bebida. Como contrapartida, a cortiça é vulnerável à substância TCA (tricloroanisol), que pode causar uma contaminação que dá mal cheiro ao vinho. As rolhas de cortiça podem ainda ser de três tipos: a rolha de cortiça maciça que é produzida somente com material extraído do sobreiro e é a de maior qualidade; a rolha de aglomerado de cortiça que também utiliza cola para unir os pedaços de cortiça, esse tipo possui menos elasticidade e durabilidade; e a rolha de espumante que também é feita de cortiça.

A rolha sintética foi produzida após a percepção da contaminação por TCA. Além de não serem vulneráveis ao TCA, seu preço e produção são mais acessíveis. Normalmente estas rolhas são usadas para vinhos jovens, pois não é uma opção com grande durabilidade, conservando a bebida por até cerca de 5 anos.

Outra opção muito utilizada é a tampa de rosca, que consiste em uma tampa metálica revestida por plástico que evita o contato entre o vinho com oxigênio. Essa é uma opção reciclável, de baixo custo e fácil manuseio, além de também evitar a contaminação por TCA.

E existem, ainda, as rolhas de vidro, que não são tão comuns quando as demais, porém muito utilizadas também. Ela é inerte, impedindo qualquer tipo de interferência tanto no sabor, quanto no aroma do vinho, por possuir um anel de silicone, a bebida não entra em contato com o oxigênio e não corre risco de contaminação.