Aerador ou Decanter: Você Sabe Qual a Escolha Ideal?

de Wine em Casa em March 23, 2022

As práticas de aerar ou decantar o vinho causam muita confusão entre os consumidores, pois muitas pessoas ainda não sabem muito bem como diferenciar ambas as técnicas e, consequentemente, também surge a dúvida quanto ao utensílio ideal a ser utilizado: decanter ou aerador.

Apesar de muito confundidos, o decanter e o aerador possuem funcionalidades distintas. Decantar um vinho é o processo pelo qual é realizada a separação de sedimentos sólidos, como a borra de vinhos envelhecidos, da bebida propriamente dita. Esta prática é necessária para vinhos antigos ou não filtrados, pois estes costumam formar sedimentos no fundo da garrafa, que popularmente é conhecido como borra. Esta borra nada mais é que pigmentos e taninos que polimerizaram, além de bitartarato de potássio, estes componentes não causam nenhum dano ao vinho ou à própria saúde, porém costumam ter um sabor amargo que pode influenciar causando uma experiência desagradável para a degustação se não for separado e acabar servido na taça.

Já a aeração tem como finalidade a exposição (controlada) do vinho ao oxigênio, para que a bebida libere moléculas de álcool e tenha seus sabores e aromas mais acentuados. Portanto, a aeração pode potencializar a degustação de vinhos mais fortes e potentes e, também, melhorar a experiência gustativa de vinhos mais jovens e despretensiosos.

O decanter pode ser utilizado tanto para a técnica de decantação quando para a aeração, pois permite o contato da bebida com o oxigênio, portanto é comum ver este objeto sendo utilizado para ambas as finalidades. Já o aerador possui formato mais simples e prático, pode ser acoplado à garrafa e a bebida pode ser servida diretamente na taça. Os diversos modelos de decantes tendem a ser mais sofisticados em relação ao aerador, mas a escolha será sua, de acordo com a finalidade para a qual você necessita do objeto.

Em caso de não possuir estes objetos, também é possível aerar o vinho diretamente na taça, por meio de movimentos giratórios suaves com a taça para que a bebida possa receber contato com o oxigênio.